Pages Menu
TwitterFacebook
Categories Menu

Posted by on Set 12, 2012 in News

ROBERTO CODA ZABETTA VERDADE

ROBERTO CODA ZABETTA
VERDADE

Com a curadoria de Guilherme Bueno | Maria Savarese | Maurizio Siniscalco

MAC – Museu de Arte Contemporânea de Niterói -Rio de Janeiro
6 de outubro – 3 de novembro de 2012


A exposição, que vai ter lugar sob o Patrocínio da Cidade de Paraty – geminada com a Cidade de Capri -, do
Instituto Cultural Italiano no Rio de Janeiro e da UERJ – Universidade do Estado do Rio de Janeiro,
apresenta uma vintena de obras sobre a intensa vicissitude dos desaparecidos brasileiros.
A ideia de “VERDADE” ,lhe foi sugerida, na verdade, pela memória de todos os que sofreram
prisão em um dos sistemas carcerários mais cruéis do mundo: o das prisões brasileiras durante o período da
ditadura de 1964 até 1984. Crianças, jovens e mulheres desapareceram sem deixar rastro nenhum, exceto
aquele indelével na memória de todos os que viveram indiretamente aquela experiência tão trágica.
Após dois anos de polêmicas e debates, em 21 de setembro do ano passado, a Câmara dos Deputados
brasileira aprovou enfim a criação da chamada “Comissão da Verdade”, a fim de “examinar e esclarecer as
graves violações dos direitos humanos” que aconteceram entre 1964 e 1988 e de “tornar efetivo o direito à
memória e à verdade histórica, permitindo a reconciliação nacional”.
As obras expostas estão divididas em duas seções, a saber: Tables, que inclui algumas obras de pequeno
formato, com molduras do século XVIII em que eles estão engastados objetos do uso cotidiano ou religiosos,
pequenos bronzes e preciosas terracotas, relíquias que pertenceram aos próprios desaparecidos e, no
interior, retratos pintados rapidamente ainda com sinais do lápis a servir no fundo da composição.
Ao lado deles, encontramos Escudos, quinze pinturas de grande formato, realizadas sobre velhos tecidos, em
que estão representados rostos quase iguais, numa uma repetição de imagens cuja história está cheia de
matéria: em todas estas obras, Roberto Coda Zabetta nunca pretende fazer um conto de morte, mas, pelo
contrário, apresenta uma verdade contemporânea com a esperança de poder encontrar um diálogo sincero.


Título Roberto Coda Zabetta – “Verdade”
Curadores Guilherme Bueno, Maria Savarese, Maurizio Siniscalco
Catálogo Editado por Ad Est dell’Equatore
Fotografias de Salvino Campos.

MAC – Museu de Arte Contemporânea de Niterói – Rio de Janeiro
Mirante da Boa Viagem, Niterói, RJ
Tel./Fax – (21) 2620-2400 / 2620-2481

Horário de funcionamento Terça a domingo de 10.00 às 18.00. Fechado às segundas-feiras.